Polícia

Acusado de feminicídio alega disparo acidental e tem prisão preventiva decretada

Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News

Após comparecer na 1ª delegacia de Polícia Civil, na segunda-feira (20), Roberto Morais de Oliveira, 45 anos, prestou depoimento e apresentou sua versão sobre o que teria ocorrido na madrugada do dia 16 de junho no distrito de Macaúba, em Dourados.

Roberto é acusado de assassinar a ex-esposa, Lucilene Nobel da Silva, 38, atingida por disparo de arma de fogo na própria casa, onde estava com o filho de quatro anos e o namorado.

Durante o depoimento, Roberto alegou que chegou na casa e efetuou um disparo de espingarda na janela, com o intuito de assustá-la.

Ele disse ainda que em seguida invadiu o imóvel. Lucilene teria tentado tirar a arma da mão dele, o que teria provocado o disparo acidental.

O depoimento terminou por volta das 19h30 e Roberto teve prisão preventiva decretada pelo juiz Eguiliell Ricardo da Silva, da 3ª Vara Criminal de Dourados.

O acusado de feminicídio está detido em cela da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) e deve ser encaminhado para PED (Penitenciária Estadual de Dourados) até esta terça-feira (21).

Fonte: Dourados News

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: