Cidades

Castramóvel atenderá 11 municípios do Vale do Ivinhema

O presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso do Sul (CRMV-MS), Rodrigo Piva participou do início dos atendimentos na unidade do Castramóvel do CODEVALE (Consórcio Público de Desenvolvimento do Vale do Ivinhema), módulo móvel com equipamentos e espaço adequado para a castração de animais de pequeno porte, começaram a ser realizados na última segunda-feira (14), no município de Bataguassu (MS).

Segundo Rodrigo Piva, observando o crescente interesse de municípios na aquisição de estruturas móveis para a realização de procedimentos de castração, publicou a Resolução nº 91/2020, na qual especifica e detalha os procedimentos e as exigências necessárias para que se realizem ações pontuais, como os mutirões e/ou programa de esterilização cirúrgica.

“De modo geral, para realizar um programa de controle populacional no município, faz-se necessário submeter o projeto ao CRMV-MS do com antecedência mínima de 60 dias ao início previsto para a execução das atividades, as quais só poderão ocorrer após a aprovação. É obrigatório que a ação tenha um médico-veterinário Responsável Técnico (RT), com a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) homologada”.

Para a diretora-executiva da CODEVALE, Daniele Cabriotti a implantação do Castramóvel irá atender aos anseios da população e fazer o controle populacional dos cães e gatos. “É muito difícil para uma prefeitura arcar com as despesas operacionais do castramóvel, por isso, o CODEVALE participa desse projeto que irá atender aos 11 municipios do Vale do Ivinhema”, pontuou.

A unidade móvel é equipada com sala de pré-operatório, centro cirúrgico, sala de pós-operatório e higienização, armário, espaço para recuperação, ar-condicionado, balança e macas. O castramóvel foi adquirido com recursos indenizatórios do município de Bataguassu com  investimento de R$ 142.990,00.

O prefeito de Bataguassu, Pedro Caravina disse que havia a necessidade de diminuir a quantidade de animais que acabam abandonados, bem como o controle das zoonoses. “Resolvemos adquirir a unidade móvel de castração e fazer a parceria com a CODEVALE para atender todos os municípios que participam do consórcio”. 

A secretária municipal de Saúde de Bataguassu, Maria Angélica Benetasso disse que o projeto foi iniciado devido ao alto índice de leishmaniose no município, para controle da doença. “Uma das formas de se conter o alto índice de contaminação é o controle da população canina. Pois, muitas famílias acabam abandonando os filhotes de seus animais pela falta de condições em manter os pets, ainda mais se contraem a leishmaniose”.

Para registro, atendimento das normas do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso do Sul (CRMV-MS) e operacionalização, o CODEVALE investiu quase R$ 40.000,00 em equipamentos e insumos. 

Para o presidente da CODEVALE, prefeito Éder Tuta o castramóvel irá beneficiar as famílias de menor renda que não possuem condições financeiras para fazer a castração de seus animais de estimação. “A CODEVALE tem toda a equipe profissional, com médicos veterinários aptos para realizar o mutirão de castração. Outra vantagem é que o procedimento é totalmente gratuito e as famílias beneficiadas serão as de menor renda”, pontuou.

 Para o procedimento de castração, serãofeitas a triagem e classificação do animal. A cirurgia para retirada dos testículos dos machos e do útero e trompas, no caso das fêmeas, só pode ser feita após o proprietário assinar um “termo de responsabilidade”. No início do projeto serão realizadas apenas cirurgias em cães machos e futuramente, em uma segunda etapa, em fêmeas e felinos.

 O serviço vai circular nos municípios que fazem parte do Codevale: Anaurilândia, Angélica, Batayporã, Bataguassu, Brasilândia, Ivinhema, Glória de Dourados, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Santa Rita e Taquarussu.

Além dos citados, o ato inaugural contou com a presença Alair Antônio Batista (Taciba/SP); do coordenador da Saúde do Codevale, Carlos Alberto, e dos médicos veterinários WeldanCabral, Rafaela Carvalho, Maria Eduarda Soriano, Valesca Picoli, Herick de Oliveira Brito e Lundia Bin.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: