CidadesSaúde

Com 605 mortes, Campo Grande volta a ficar em alerta vermelho para a covid-19

Foto: Edemir Rodrigues/Portal do MS

Às vésperas da “semana do saco cheio”, o governo de Mato Grosso do Sul atualizou as bandeiras de grau de risco para a covid-19 nos 79 municípios do Estado. De acordo com o levantamento divulgado nesta quinta-feira (8), 35 cidades pioraram no grau de alerta em relação à doença.

Entre as que regrediram está Campo Grande, que soma 605 mortes e pelo menos 32.383 infectados pelo coronavírus. A Capital passou do alerta amarelo para o vermelho, que sugere apenas o funcionamento de atividades essenciais e não essenciais de baixo risco, considerado o alto risco de transmissão da doença.

De acordo com o mapa de classificação de risco do Programa de Saúde e Segurança da Economia (Prosseguir), das quatro macrorregiões de Saúde (Corumbá, Campo Grande, Três Lagoas e Dourados), referente à 40ª Semana Epidemiológica (de 27/09 a 03/10), apresenta 8 municípios na faixa de risco tolerável (amarela),41 municípios no grau médio (bandeira laranja) e 30 no grau de risco alto (bandeira vermelha).

Mato Grosso do Sul não apresenta nenhuma cidade nas faixas de risco baixo (bandeira verde) ou extremo (bandeira cinza).

  Para gerar essa classificação, o programa avalia indicadores municipais relacionados à disponibilidade de leitos de UTI, quantidade de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), busca por contatos de casos confirmados, redução da mortalidade por Covid-19, disponibilidade de testes, incidência na população indígena, redução de casos entre profissionais da saúde, redução de novos casos, necessidade de expansão de leitos e situação de fronteira com país ou divisa com estado que tenha aumento de casos.  

Deixar um comentário

%d blogueiros gostam disto: