Economia

Com a conta de luz zerada e bolsa do Vale Universidade, Valesca é prova de que sonhos podem ser alcançados

“Na Capital a vida não é fácil, mas tenho encontrado apoio para a realização de meus sonhos. Sou muito grata por isso”. É assim que a acadêmica de comunicação social Valesca da Silva, 23 anos, resume o sentimento com as ações do Governo do Estado que estão ajudando a transformar sua vida. Beneficiária do Programa Vale Universidade desde 2018, a acadêmica agora teve a sua conta de luz zerada e vê seu sonho de se tornar uma profissional cada vez mais perto.

Natural de Aquidauana, Valesca diz que a surpresa foi muito grande quando viu seu talão de luz com a mensagem de conta zerada. “Muito bom mesmo. Muitas pessoas falam que não tem apoio, mas essa é uma forma do Governo do Estado nos ajudar também. Com esse dinheiro que pagaria a conta de luz, posso agora investir em materiais de estudo e também ajudar minha família”, comemora.

Por falar em família, a acadêmica diz ainda que sua mãe Sebastiana, que ainda mora em Aquidauana, também teve o benefício da conta de luz zero. “É todo um ciclo. São vários fatores que vão se somando e melhorando a vida não só de minha família, mas de muita gente em Mato Grosso do Sul. Eu vejo que isso é bom para todos nós, e reforça que somos um Estado muito bom para se viver, tanto quando falamos em expansão econômica quando falamos em seguridade social”, conta.

Moradora da Vila Albuquerque, próximo à Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), local que faz o sétimo semestre de seu curso, Valesca tem uma rotina puxada, e mesmo assim se empenha para alcançar seus objetivos.

“Levanto bem cedo, vou para o estágio no Parque dos Poderes, volto para a casa e tenho aulas. No período noturno aproveito para colocar outras coisas em ordem e também planejar meu dia seguinte. Tudo isso é para eu me formar e conseguir um bom emprego no futuro”, diz.

Valesca se aplica no estágio e nos estudos em busca de seus sonhos

Por ser acadêmica de universidade pública, Valesca recebe seu benefício em forma de pecúnia, diretamente em conta. Em outras situações, quando o acadêmico é de universidade particular, o Governo do Estado paga os 70% diretamente para a instituição, que por sua vez arca com 20% da mensalidade e o beneficiário com os 10% restantes.

Elisa Cleia Nobre, titular da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), pasta que coordena o Vale Universidade e também gerencia dados do programa “Energia Social – Conta de Luz Zero” aponta que os investimentos do Governo do Estado na área social têm feito a diferença na vida de muita gente.

“Recebemos muita gente de fora, de outros estados, com interesse em conhecer o trabalho que desenvolvemos em Mato Grosso do Sul. Não tenho dúvidas que programas sociais, como o Vale Universidade e o Energia Social – Conta de Luz Zero, formam um arcabouço de proteção e que impacta diretamente em outras políticas como saúde, educação e segurança pública. São investimentos importantes e que o nosso governador, Reinando Azambuja, tem dado a máxima atenção”, aponta a secretária.

Energia Social e Vale Universidade

No Energia Social o Governo do Estado paga integralmente a conta de luz de residências que consomem até 220 kWh por mês, que tem o beneficiário inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) e atende aos demais critérios. Já o Vale Universidade é para acadêmicos de universidades públicas e privadas. Nesse programa o Governo do Estado paga 70% da mensalidade, a instituição arca com 20% e o beneficiário com os 10% restantes.

Leomar Alves Rosa, Sedhast

Fotos: Monique Alves

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: