Política

Conselho exclui terceira colocada em votação da lista tríplice para reitor da UFMS

Foto: Divulgação/UFMS

O Colégio Eleitoral definiu, na quarta-feira (29), os nomes dos candidatos que fazem parte das listas tríplices para reitor e vice-reitor para o mandato da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) de 2020-2024. Nesta etapa, foi excluída a chapa eleita em terceiro lugar na consulta à comunidade universitária, composta por Lídia Maria Lopes Rodrigues Ribas (Reitora) e Günter Hans Filho (Vice-Reitor).

A lista tríplice para reitor ficou composta pelos professores Marcelo Augusto Santos Turine, com 55,95% dos votos válidos; Lincoln Carlos Silva de Oliveira, com 20,24% e Elizabeth Maria Azevedo Bilange, com 18,45%. Já para vice-reitor foram selecionados os professores Camila Celeste Brandão Ferreira Ítavo, com 72,89% dos votos válidos; José Antonio Menoni, com 19,88%, e Lucilene Machado Garcia Arf, com 4,22%.

Como se pode observar, Elizabeth Maria Azevedo Bilange e Lucilene Machado Garcia Arf estão na lista definida pelo Colégio Eleitoral, mas não foram eleitas pela comunidade universitária na votação do dia 17 julho, quando ficaram em quarto lugar.

A 3ª Reunião do Colégio Eleitoral contou com a presença de 171 membros e foi realizada por videoconferência transmitida ao vivo pela TV UFMS, no canal do YouTube. Cada eleitor votou em apenas um nome para cada cargo a ser preenchido, ou seja, uma votação para reitor e outra para vice-reitor.

O resultado divergente da consulta à comunidade universitária gerou críticas durante a reunião.

“Infelizmente a composição não é a mesma da comunidade. A lista só seria respeitada se houvesse composição ‘combinada’ com a posição da comunidade. O colégio eleitoral tem o papel de referendar. É uma falha que deve ser pensada nas próximas eleições”, afirmou o conselheiro Gleison Antonio Casagrande.

“No período que participo isso não tinha acontecido, mudar votação no colégio eleitoral. Gostaria de que constasse essa discordância em ata”, disse a conselheira Mariuza Guimarães.

A conselheira Alexandra Carvalho, por sua vez, declarou o “descontentamento com a lista formada pelo fato de não representar o desejo da comunidade”.

Agora o Conselho Universitário, órgão máximo da UFMS, aprovará o encaminhamento ao Ministério da Educação das listas tríplices para a nomeação do reitor e do vice-reitor da UFMS pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro.

Deixar um comentário

%d blogueiros gostam disto: