Saúde

Governo autoriza vacina para carteiros, lactantes e pais de deficientes

Em resolução publicada nesta quarta-feira (2), a Secretaria de Saúde do Estado (SES) autorizou que sejam vacinados com doses Pfizer e Astrzeneca os trabalhadores dos Correios, mulheres lactantes que amamentam seus filhos de até dois anos, mesários eleitorais de Sidrolândia e pais ou tutores de pessoas com deficiência permanentes ou necessidades especiais cadastradas no Benefício de Prestação Continuada – BPC.

Os pais ou tutores citados deverão apresentar a certidão de nascimento do filho (a), o cadastro no programa de Benefício de Prestação Continuada – BPC e o laudo do médico que presta a assistência. Quem não tiver cadastro no BPC vinculado a pessoa assistida será vacinado em uma nova fase.

De acordo com Diário Oficial do Estado (DOE) o quantitativo a ser distribuído para esses grupos são a porcentagem de perda operacional de 10% das vacinas Pfizer e Astrazeneca, serão destinadas aos municípios.

Com decisão, fica a cargo dos municípios a realizarem a aplicação das doses nesses determinados grupos, de acordo com seu calendário de vacinação. 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: