Política

Governo de MS diz estar ‘à disposição” de investigação sobre compra de cestas básicas

Foto: Divulgação

O Governo de Mato Grosso do Sul publicou uma nota oficial após a “Operação Penúria” ser deflagrada, na manhã desta sexta-feira (21), em que diz estar “à disposição do Ministério Público para prestar esclarecimentos dos fatos”,

A investigação apura o suposto superfaturamento de R$ 2 milhões na compra de cestas básicas pelo governo do Estado, com dinheiro que deveria ser utilizado no combate à covid-19. 

A ação cumpre 13 mandados de busca e apreensão na Secretaria Estadual de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), no Parque dos Poderes, e na empresa Tavares & Soares. Empresários e servidores públicos também são alvos da investigação.

O Governo do Estado gastou R$ 5,820 milhões na compra de 60 mil cestas básicas para distribuir para 20 famílias carentes em decorrência da pandemia do coronavírus. O Ministério Público suspeita que houve superfaturamento de R$ 2 milhões.

Confira a nota:

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul informa que está à disposição do Ministério Público para prestar esclarecimentos dos fatos sobre a operação Penúria, desencadeada pelo Gaeco, hoje em Campo Grande, e que vai acompanhar a investigação através da Controladoria-Geral do Estado.

Campo Grande, 21 de agosto de 2020

Deixar um comentário

%d blogueiros gostam disto: