Geral

Há 50 anos colaborando com o desenvolvimento, Embrapa é homenageada na ALEMS

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) realizou, na noite desta quinta-feira (6), sessão solene em homenagem aos 50 anos das unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) presentes no Estado: Pantanal (em Corumbá), Gado de Corte (em Campo Grande) e a Agropecuária Oeste (em Dourados).

Solenidade foi proposta por Neno Razuk

O evento foi proposto pelo deputado Neno Razuk (PL), que reforçou que a Embrapa é uma das entidades mais importantes do nosso país. “Nós ficamos muito felizes, porque é uma instituição que colabora muito para o desenvolvimento de novas tecnologias e, assim, para o desenvolvimento e pioneirismo do nosso Estado. Então nada mais justo do que fazer essa homenagem a essa empresa que tanto colabora e traz ao nosso povo”, explicou o parlamentar.

Em nome da Embrapa Gado de Corte, Antônio do Nascimento Ferreira Rosa, contou que há 48 anos atua na empresa em que hoje é o chefe-geral. “Relembrando nossa história, que é quase ao mesmo tempo da idade do Estado, começamos com a missão de acabar com a mortalidade elevadíssima do gado na época de seca. Introduzimos novas práticas de produção e a melhoria genética. Atuamos também na parte da agricultura e dizemos com orgulho que hoje 75% das pastagens do Brasil são de sementes produzidas aqui na nossa unidade em Campo Grande. Agora, o desafio do futuro está com a nossa metodologia de baixo carbono, carbono neutro, em que somos pioneiros também. Estamos atentos às mudanças climáticas e às práticas sustentáveis. Somos os maiores exportadores do mundo, vendendo apenas 25% e consumindo o restante”, resumiu Antônio agradecendo a homenagem em reconhecimento a todo esse trabalho.

Suzana chefia unidade Pantanal

Única mulher exercendo a chefia-geral dentre as unidades do Estado, Suzana Salis também agradeceu a homenagem à Embrapa Pantanal. “Nossa unidade trabalha com a pecuária sustentável, agricultura familiar e apicultura, pesca e aquicultura e a parte da economia. Somos dos maiores pesquisadores, pois fazemos essa ponte entre a parte econômica, a produção e a questão social. É uma honra muito grande eu coincidir de ser chefe, nesse momento de homenagem, estou há 36 anos na empresa, é um reconhecimento muito grande para todos nós que trabalhamos lá, ficamos muito felizes. Quero aproveitar e agradecer a todos os colaboradores, relembrando aqui aqueles que moraram lá no meio do Pantanal, quando sequer tinha energia elétrica”, destacou.

Atualmente, a presidência geral da Embrapa também é ocupada por uma mulher, Silvia Massruhá, que nesta noite foi representada pelo chefe-geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Harley Nonato de Oliveira. “É momento não só de festejar, mas também valorizar, relembrar e refletir toda a estrada que foi trilhada, todos que estiveram conosco nesse caminho. Tenho a honra de agradecer em nome da nossa presidente, primeira mulher a ocupar essa cadeira e quero ressaltar que a presença de todos aqui muito nos honra e solidifica que estamos todos juntos, parceiros, colaboradores, associações, entidades e o produtor rural, que fazem o caminhar. Tudo o que nós fazemos é por vocês”, discursou Harley em nome dos homenageados.

“Nossos objetivos se misturam com os do Estado”, disse Harley

Ele complementou contando sobre a história da Embrapa, que ao ser criada em âmbito nacional enviou pesquisadores brasileiros às melhores universidades do mundo, para estudarem por dois anos e voltarem ao Brasil com as melhores tecnologias da época. “Muitos vieram para o então Mato Grosso e logo foi criado o Mato Grosso do Sul. O nosso objetivo se mistura aos objetivos do Estado. Nós abraçamos o Estado e nossa missão é sempre contribuir com a sociedade e garantir a segurança alimentar. E essa é a Casa do Povo, que está representado aqui dentro, com esse reconhecimento ao trabalho que está sendo feito, estamos lisonjeados. Muito obrigada”, ressaltou. 

Além dos três representantes gerais e a presidente, também foram homenageadas: Eliete do Nascimento Ferreira, Júlio Aparecido Leal, Júlio César Salton, Gessí Ceccon, Ecila Carolina Nunes Zamperieri Lima, Ari da Silva Charão, Edson Espíndola Cardoso, Valéria Pacheco Euclides, Wibert de Avellar, Henrique de Jesus, Luiz Edevaldo Macena de Britto e José Aníbal Comastri Filho.

A solenidade foi aberta ao público e à imprensa e contou também com a presença do deputado Coronel David (PL), do vice-governador Barbosinha (PP), do presidente do Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário (Sinpaf), Marcus Vinícius Sidoruk, o presidente da Famasul, Marcelo Bertoni e o desembargador Odemilson Fassa, que compuseram a mesa de autoridades.

Fonte: Assembleia Legislativa de MS.

Deixe uma resposta