Política

Fernando Haddad visita MS para conversa com indígenas e professores

O candidato à presidência da república em 2018 Fernando Haddad visitará Mato Grosso do Sul nos dias 23 e 24 de agosto para conversas com indígenas, professores e aliados, em uma iniciativa do Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores já de olho nas eleições municipais de 2020. A visita faz parte da Caravana Lula Livre com Haddad – uma das apostas do PT para levar as pautas do partido para todo o país – e contará ainda com a deputada federal pelo Paraná e atual presidente do partido, Gleisi Hoffmann.

A visita de Haddad começa em Dourados, na sexta-feira dia 23, com chegada no aeroporto prevista para às 13h. Logo às 14h está marcada uma visita à uma aldeia. Às 17h ocorrerá um ato na Câmara Municipal da cidade. Em Campo Grande, no sábado dia 24, ele dará uma coletiva de imprensa às 9h e logo às 10h está marcado um evento na Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems). Haddad viaja de volta para São Paulo após o almoço.

Segundo o PT, a caravana, além do intuito de defender o ex-presidente Lula e denunciar o caráter político e arbitrário de sua prisão, busca discutir com o povo brasileiro os desmontes promovidos pelo atual governo na educação e debater a reforma da Previdência. No dia anterior, 22, Haddad estará em Cuiabá, no Mato Grosso, com o mesmo objetivo.

O Partido dos Trabalhadores enfrentou um enfraquecimento nos últimos anos em Mato Grosso do Sul, com o candidato à presidência pelo PSL Jair Bolsonaro obtendo 65% dos votos no Estado no segundo turno, acima da média nacional. O ex-governador Zeca do PT, um dos favoritos ao senado nas pesquisas, também não conquistou a vaga. No entanto, Zeca já colocou seu nome à disposição para disputar a prefeitura de Campo Grande no próximo ano.

Deixar um comentário

%d blogueiros gostam disto: