Polícia

MS chega a 23 feminicídios com assassinato de mulher em Costa Rica

Foto: Divulgação

Marcilene Pereira dos Santos, 49 anos, foi assassinada com um golpe de faca pelo companheiro, na noite de segunda-feira (13), em Costa Rica. Acusado de cometer o crime, Dionísio Mosquitinho do Vale, 61 anos, tentou tirar a própria vida ao tomar veneno, mas foi salvo no hospital e preso pela polícia. 

Segundo a Polícia Militar, a filha de Dionísio disse ter recebido uma mensagem, por volta das 6h desta terça-feira (14), em que seu pai relata ter “feito uma besteira” com sua mulher, alegando que ela estava morta e que ele iria acompanhá-la.

A polícia foi até a casa de Marcilene, onde a encontraram sem vida, vítima do 23º caso de feminicídio em Mato Grosso do Sul em 2022.

Em conversa com o irmão da vítima, os policiais foram informados que o acusado poderia estar na casa de seu pai e, em seguida, foram até o local. Chegando lá, após várias tentativas de chamado pelo portão, com autorização de familiares, eles forçaram a entrada e encontraram o acusado, que informou ter tomado veneno para tirar a própria vida.

Os policiais levaram Dionísio à Fundação Hospitalar, onde foi feito uma lavagem estomacal com sucesso. Após isso, foi realizado o exame de corpo delito e dada voz de prisão ao acusado.

Na delegacia, Dionísio relatou que ambas as partes consumiram bebida alcoólica na noite do crime e que a motivação seria ciúmes da vítima, familiares de Marcilene mencionaram que por diversas vezes ela havia sido ameaçada pelo companheiro.

Marcilene Pereira dos Santos é mais uma vítima da violência contra mulher em Mato Grosso do Sul. (Foto: Reprodução)

Deixe uma resposta