CidadesSaúde

MS passa dos 40 mil infectados e no rumo de atingir 700 mortes pela covid

Foto: Saul Schramm/Portal de MS

Nas últimas 24 horas, Mato Grosso do Sul confirmou mais 820 novos casos do novo coronavírus, totalizando 40.201 sul-mato-grossenses infectados pela Covid desde março quando começou a pandemia. As cinco cidades com mais confirmações no Boletim Epidemiológico desta quinta-feira (20) são: Campo Grande (+394), Sidrolândia (+56), Dourados (+51), Aquidauana (+39) e Aparecida do Taboado (+38). 

A taxa de letalidade continua em 1,7% e em cinco meses a pandemia já fez 686 vítimas no Estado. Nas últimas 24 horas houve a confirmação de 18 mortes em decorrência da Covid. Três com nada relatado e os demais com fatores de risco e comorbidades. Seis de Campo Grande, e dois em Corumbá. Os municípios de Ladário, Bataguassu, Rio Brilhante, Sidrolândia, Maracaju, Iguatemi, Naviraí, Anastácio, Dourados, Itaquiraí, registraram um óbito cada. 

Durante live nesta quinta, os gestores da Secretaria de Estado de Saúde (SES) destacaram que Mato Grosso do Sul já tem 32.217 pacientes recuperados da doença, porém há 7.984 casos ativos, que demonstra a grande circulação viral. 

Diante do cenário, o secretário de saúde, Geraldo Resende pediu a colaboração da sociedade, e pediu que este fim de semana com estimativa de frio intenso, seja vivido dentro do núcleo familiar, melhorando assim as taxas de isolamento social e reduzindo a taxa de transmissibilidade. 

“A confraternização na família só com membros da casa, é fundamental para que a gente possa contribuir para o enfrentamento da Covid, convoco a todos para fazerem isso no final de semana. Para que nós possamos ter bons resultados daqui a 14 dias”, emendou. 

A secretária-adjunta, Christine Maymone destacou que Mato Grosso do Sul tem saído na frente com as medidas que vem adotando desde janeiro, entre elas a determinação para que os municípios e estabelecimentos públicos e privados informem os casos suspeitos e confirmados, e que por meio da Portaria nº 2.181 no Diário Oficial da UNião (DOU) passou a ser obrigatória em todo País. 

“Nós já o fazemos a muito tempo, desde o primeiro decreto do governador Reinaldo Azambuja, na declaração de emergência em saúde pública. Nós adiantamos isso e o nosso Covid Hospitalar veio para dar clareza e transparência”, pontuou. 

As taxas de isolamento social mapeadas no Estado nesta quarta-feira (19) mostram média de 36,7% para o dia. Campo Grande atingiu 35% e com esse índice continua na 25° posição no ranking das capitais brasileiras. Nos municípios a variação vai de  24,1% em Bandeirantes a 58,8% em Tacuru. Confira aqui a lista completa de cidades e suas respectivas taxas de recolhimento.

Fonte: Portal de MS

Deixar um comentário

%d blogueiros gostam disto: