Cidades

Ônibus da Capital não têm cuidados básicos para conter covid-19, diz Procon-MS

Foto: Divulgação/Procon-MS

O Consórcio Guaicurus, responsável pelo transporte coletivo de passageiros em Campo Grande, está se superando no quesito má prestação de serviço. O fato foi constatado pela equipe de fiscalização do Procon-MS, ao atenderem denúncias dos consumidores.

Durante a ação foi realizado ato simulado de transporte público ocasião em que a equipe,  sem uniformes utilizou os ônibus como se fossem passageiros comuns. Com isso, verificaram a existência de desobediência ao que prevê a legislação, o que configura má prestação de serviço.

Considerado falta grave, a fiscalização flagrou a ausência de cuidados básicos relacionados aos riscos de  contaminação pela Covid-19.

Não foi visualizada  nenhuma medida efetiva de segurança tais como  higienização dos veículos nos terminais,  disponibilização de  álcool 70%,  aferição de temperatura, controle do distanciamento tanto nas filas como no interior dos ônibus ou limitação do número de passageiros em clara exposição dos usuários.

De acordo com o Procon-MS, as empresas  que exploram o transporte coletivo de Campo Grande estão desobedecendo frontalmente a resolução municipal que estabelece regras de biossegurança que deveriam ser  observadas pelos empreendimentos e atividades econômicas e sociais no enfrentamento da Covid-19.

Constatadas a má prestação de serviços e diversas outras  irregularidades, a empresa Consorcio Guaicurus foi autuada tendo sido fixado prazo para apresentação de defesa. Não ocorrendo será arbitrada multa em valores ainda a serem calculados.

Deixar um comentário

%d blogueiros gostam disto: