Polícia

Polícia age rápido e atiradores e envolvidos em duplo homicídio de Sonora já estão presos

Com apoio da Polícia Militar e das unidades especializadas Garras, Bope e Choque, a Polícia Civil prendeu neste sábado (16), em Coxim, os dois homens envolvidos no duplo homicídio ocorrido na ginásio de esportes de Sonora, no final da manhã de ontem.

Os acusados tem 18 e 26 anos de idade e no ato das prisãoes estavam em uma boate da cidade de Coxim, distante 100 quilômetros do local do crime, que vitimou João Vitor Oliveira de Souza, de 21 anos, e o professor de futebol Jair Ferreira Jara, 49 anos, que morreram no local e feriram a tiros um terceiro indivíduo.

Testemunhas ouvidas pela Polícia Civil disseram que os agressores estavam em uma motocicleta e já entraram no ginásio atirando. O local estava cheio de crianças e adultos no momento dos disparos.

As investigações mostram que os tiros que atingiram João foram disparados pelo garupa da moto utilizada no crime. Apavorado e ferido o jovem tentou buscar refúgio dentro do ginásio, mas foi perseguido e morto pelo atirador, que na perseguição ainda atirou no professor Jair que tentou socorrer a vítima. Uma terceira vítima, também foi atingida pelos disparos e mesmo ferida conseguiu fugir dos atiradores.

Além de mirar o alvo, que seria o homem que sobreviveu e de matar dois inocentes, a Polícia Civil apurou que os acusados ainda descarregaram dois revólveres calibre 38, atirando em direção das pessoas que estavam no ginásio, inclusive das crianças.

As armas utilizadas nos crimes foram localizadas e apreendidas por uma equipe da Polícia Militar, enterradas no quintal da casa do irmão de um dos autores, que também foi preso.

A motocicleta utilizada no crime pelos acusados, foi encontrada pelas equipes policiais abandonada em um matagal.

Conforme a Polícia Civil, os dois presos são de Mato Grosso do Sul, sendo um de Rio Verde de MT e o outro de São Gabriel do Oeste.

Quem deu cobertura foi preso

Com a rápida e eficiente atuação policial, durante as investigações os policiais localizaram e prenderam ainda pessoas que teriam dado fuga e apoio logístico aos autores, tanto em Sonora, emprestando casa, armas, transporte e alimentação, como aqueles que deram abrigo aos criminosos no município de Coxim, para onde fugiram.

Conforme a Polícia Civil no ato das prisões, os acusados estavam bebendo em uma boate e comemorando os homicídios, o dono do estabelecimento que tinha conhecimento dos fatos também foi preso.

Ao todo as equipes policiais prenderam seis pessoas por envolvimentos diretos e indiretos no crime, entre eles alguns integram uma organização criminosa.

Além de serem autuados pelo duplo homicídio, os presos ainda vão responder por organização criminosa armada, corrupção de menores e porte ilegal de arma de fogo.

Deixe uma resposta