PolíciaPolítica

Polícia cogita envolvimento de Carlos Bolsonaro na assassinato de Marielle Franco

Depois do depoimento do porteiro do condomínio onde o presidente Jair Bolsonaro (PSL) mora revelar ligações entre os assassinos da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e o próprio presidente, a polícia já investiga possível relação do seu filho, Carlos Bolsonaro (PSL-RJ) ter envolvimento com o crime. A informação é do jornalista Kennedy Alencar. 

Em seu blog, Kennedy afirma que nos bastidores da investigação essa é uma das linhas que estão sendo investigadas para apurar a morte da vereadora e do seu motorista Anderson Gomes.

Carlos Bolsonaro teria relação próxima com Ronnie Lessa, conhecido assassino profissional do Rio acusado de ter disparado contra Marielle e Anderson.

Carlos e Marielle Franco tiveram discussão pública na Câmara Municipal. Há relatos de que o vereador se recusava a entrar no elevador se a vereadora estivesse dentro. Existia um claro clima de hostilidade entre os dois. Há 616 dias sem solução, a investigação sobre os mandantes do crime ainda continua um mistério.

Outra hipótese em investigação é a de que Domingos Brazão, ex-deputado e ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, tenha sido o mandante do assassinato da vereadora do PSOL.

Com informações do blog do Keneddy Alencar.

Deixar um comentário

%d blogueiros gostam disto: