Política

Após até Reinaldo comemorar, Bolsonaro diz que não vai comprar vacina chinesa

Foto: Chico Ribeiro/Portal de MS

O Ministério da Saúde anunciou em reunião com governadores, na terça-feira (20), que o governo federal pretendia comprar 46 milhões de doses da CoronaVac, vacina contra Covid-19 do Instituto Butantan produzida em parceria com a empresa chinesa Sinovac. 

A medida fez até o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) celebrar em vídeo publicado nas redes sociais: “Recebi com otimismo o anúncio da compra e distribuição da vacina contra a Covid-19 pelo Governo Federal durante a videoconferência com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e demais governadores”.

No entanto, menos de 24 horas depois, nesta quarta-feira (21), o Ministério da Saúde fez um novo pronunciamento dizendo que “não há intenção de compra de vacinas chinesas” contra a Covid-19. 

A mudança ocorreu após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desautorizar o ministro Eduardo Pazuello e afirmou que o imunizante contra o coronavírus “não será comprado” pelo governo brasileiro. A informação foi publicada no Twitter.

Leave a Response

%d blogueiros gostam disto: