Polícia

Confronto em fazenda deixa policiais e indígenas baleados em MS

Foto: Reprodução

A ação de reintegração de posse em uma fazenda de Amambai deixou ao menos três policiais militares do Batalhão de Choque e também indígenas feridos a tiros. Equipes foram ao local nesta sexta-feira (24), por causa da invasão.

De acordo com o site Midiamax, ao menos três policiais foram feridos, mas sem gravidade. Também foram divulgadas fotos e vídeos de indígenas que foram atingidos pelos disparos.

Conforma a Polícia Militar, o local é uma fazenda que teria sido ocupada. No entanto, segundo o povo Guarani Kaiowá, o território foi retomado, uma vez que pertencia aos indígenas.

A líder indígena Sonia Guajajara utilizou suas redes sociais para denunciar e alertar sobre o conflito em Mato Grosso do Sul. “Violência Policial agora na retomada do Guapo’Y Mirim no Mato Grosso do Sul. Até agora 5 feridos. Um absurdo o tratamento do estado com os povos originários desse local!”, escreveu.

Foto: Reprodução

Nota divulgada na quinta-feira (23) informa que os povos Guarani Kaiowá retomaram o território de Guapoy, em Amambai. “Por razões de os indígenas já terem sofridos ataques anteriormente – na primeira retomada -, eles temem que fazendeiros possam forçar um novo despejo”, diz o texto.

Para os Guarani Kaiowá, Guapoy é parte de um território tradicional que, segundo eles, lhes foi roubado quando houve a subtração de alguns hectares da reserva de Amambai.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: