Saúde

Em seis meses, MS supera mortes por dengue de 2021 e quase dobra notificações

Nos seis primeiros meses de 2022, Mato Grosso do Sul ultrapassou a quantidade de mortes por dengue registradas no decorrer de todo o ano passado, segundo dados do boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde) divulgado nessa quarta-feira (29).

O óbito mais recente é de um homem de 55 anos, morador de Porto Murtinho. Ele tinha hipertensão arterial como comorbidade e morreu no dia 19 de junho.

Com isso, o Estado chegou a 15 mortes por dengue neste ano, contra 14 ocorridas em 2021. 

O boletim epidemiológico revela ainda que Mato Grosso do Sul está perto de ultrapassar 20 mil notificações por dengue, praticamente dobrando a quantidade de casos prováveis registrados no decorrer de todo o ano passado, que terminou com 10.078. 

Em 2022, a quantidade de casos confirmados é de 10.210 – com 5.523 confirmações através de testes em laboratório e 4.687 por meio de critério clínico. 

Dourados tem 698 casos confirmados de dengue neste ano e uma morte atribuída a esta doença. A vítima, uma menina de 11 anos, não tinha doenças pré-existentes relatadas. 

Além de Porto Murtinho e Dourados, o Estado registrou óbitos por dengue neste ano em Campo Grande (6), Chapadão do Sul (2), Aparecida do Taboado, Guia Lopes da Laguna, Itaporã, Douradina e São Gabriel do Oeste. 

O boletim epidemiológico da dengue é elaborado pela Gerência Técnica de Doenças Endêmicas, vinculado ao setor de Vigilância em Saúde. 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: