segunda-feira, 23/mar/2020
CidadesEconomia

Fábio Trad pede ao governo a suspensão dos cortes de energia, Energisa ignora crise sanitária

Num contexto de 21 casos confirmados e 272 notificações de covid-19 no Mato Grosso do Sul, segundo o boletim epidemiológico do último sábado, o deputado federal Fábio Trad utilizou suas redes sociais nesta segunda-feira (23) para dirigir-se ao governador e solicitar dele uma medida emergencial.  A medida refere-se à concessionária de energia elétrica Energisa que, apesar de reconhecer o fornecimento do serviço como mais essencial neste momento de isolamento social, em que as pessoas permanecem mais tempo em suas residências, defende que “o equilíbrio econômico e financeiro do setor não seja afetado (…) e que medidas que desnaturem as bases dos serviços concedidos de energia elétrica não prosperem”.  Tal postura causou indignação do deputado, que solicitou pronta intervenção do governador.  

“Excelentíssimo senhor Governador, solicito oficialmente que se digne em adotar urgentes providências contra a Energisa, que está agindo de forma egoísta e anticristã contra o povo que Sua Excelência tem a honra de governar, suspendendo liminarmente o fornecimento de energia elétrica nas residências onde moram pessoas idosas e com deficiência, todas incluídas no grupo de risco deste vírus maldito. Solicito, obsequiosamente, urgentes providências no âmbito estadual e gestões junto à Aneel. A Energisa precisa participar também deste processo de sangramento coletivo do país”. Resposta 

Segundo o deputado Fábio Trad, o Governador entrou em contato poucos minutos após a publicação do post em suas redes sociais.  “Agradeço pela pronta devolutiva e disposição do Governador no enfrentamento desta crise. Ele me disse que os governadores já estão gestionando, junto à Aneel, para que, no âmbito de sua competência, adotem as providências excepcionais neste momento delicado por que o Brasil passa, evitando que a suspensão de fornecimento de energia elétrica nas residências de pessoas incluídas agrave ainda mais o quadro de pandemia. A expectativa é que a agência publique ainda nesta semana a medida tão esperada pelos brasileiros”.

Deixar um comentário

%d blogueiros gostam disto: