Política

Filho do governador Reinaldo Azambuja é um dos alvos da 7ª fase da Lama Asfáltica

Foto: Ascom/CGU

O advogado Rodrigo Souza e Silva, filho do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), é um dos alvos da Operação Motor de Lama, 7ª fase da Operação Lama Asfáltica. O escritório em que ele trabalha, Ferreira & Novaes Sociedade de Advogados, foi um dos locais onde foi cumprido mandado de busca e apreensão.

De acordo com a assessoria da Polícia Federal, Rodrigo Silva é acusado de integrar o suposto esquema criminoso de corrupção e desvio de dinheiro no Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito). 

Nesta fase da Lama Asfáltica, é apurado suposta fraude em licitações de contratações de empresas para emissão de CNH (Carteira Nacional de Habilitação), vistoria veicular e aquisição fictícia de produtos, encabeçadas pelo Detran-MS. Há suspeita de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Há suspeita da prática de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. O  juiz Bruno Cezar da Cunha Teixeira, da 3ª Vara Federal de Campo Grande, determinou o bloqueio de R$ 40 milhões dos acusados de cometerem estes crimes.

De acordo com a Polícia Federal, os documentos e indícios dos novos crimes foram descobertos em materiais apreendidos nas fases anteriores da Operação Lama Asfáltica. A última operação, denominada Computadores de Lama, ocorreu no dia 28 de novembro de 2018.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: