Geral

Fundect amplia em 134% a quantidade de projetos apoiados em edital para Mulheres

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul), ampliou em 134% o número de projetos apoiados no edital “Mulheres na Ciência Sul-Mato-Grossense”, passando de 26 para 61 a quantidade de beneficiadas. Com isso, os valores investidos também aumentam, somando R$ 5 milhões apenas em iniciativas lideradas por pesquisadoras.

A liberação dos recursos foi assinada na manhã desta sexta-feira (31) durante o “Encontro Estadual de Gestoras Somos e Somamos”, no Auditório do Bioparque Pantanal. Assinaram o documento o governador Eduardo Riedel, o presidente do Conselho Superior da Fundect, Jaime Verruck, a gerente de Bolsas da Fundect, Adriana de Araújo Oliveira, e a ministra das Mulheres, Cida Gonçalves.

“Esse é um edital inédito lançado pela Fundect para repassar recursos para linhas de pesquisa nas quais as líderes dos grupos científicos fossem mulheres. As mulheres na nossa ciência e tecnologia, com o olhar que têm, com as linhas de trabalho e pesquisa, merecem esse destaque em relação a recursos, porque estão presentes em número menor dentro das nossas universidades. Obrigado a vocês que desenvolveram esse edital específico”, explicou o governador.

A ministra Aparecida Gonçalves, que está em Mato Grosso do Sul para uma série de agendas ligadas ao Mês das Mulheres, elogiou a iniciativa. “A ciência é sempre importante para combater os diversos tipos de desigualdades. A ciência promove o desenvolvimento econômico, político e social. Para o Ministério da Mulher é super importante termos pesquisas, investimento e, com esse edital, investimos para que as mulheres façam ciência, para que possamos fazer a diferença”, avaliou.

O edital “Mulheres na Ciência Sul-Mato-Grossense” é uma iniciativa da Semadesc e da Fundect e foi lançado em março de 2022. O objetivo é amparar projetos de pesquisa e inovação que contribuam significativamente para o desenvolvimento científico-tecnológico regional e que sejam liderados por pesquisadoras vinculadas às Universidades e ICTs (Institutos de Ciência, Tecnologia e Inovação) presentes no Estado.

O valor previsto para o edital em 2021 era de R$ 2 milhões, garantindo o financiamento de projetos de R$ 40 mil a R$ 100 mil, resultando em 26 pesquisas apoiadas pela chamada. Com o novo incremento de recursos, todos os 35 projetos classificados – que estavam em lista de espera – serão beneficiados.

Paulo Ricardo Gomes (jornalista responsável) e Larissa Adami (estagiária Fundect)

Foto: Álvaro Rezende

Deixe uma resposta