Saúde

Ministro da Saúde contraria Damares sobre campanha por abstinência sexual

A coluna Painel do jornal Folha de São Paulo noticiou nesta terça-feira (28), que o ministro da Saúde, o médico Luiz Henrique Mandetta tem opinião divergente da ministra os Direitos Humanos, Damares Alves que lançou recentemente uma campanha de abstinência sexual para o período do carnaval para o combate a gravidez precoce.

O Ministério da Saúde é o responsável pela propaganda do governo federal de combate à gravidez precoce. De acordo com o ministro Luiz Henrique Mandetta, a doutriação proposta por Damares, para que os adolescentes pensem duas vezes antes de transar é ineficaz. 

Para o ministro a única política para questão é o de enfrentamento do problema real. Mandetta afirmou que questões religiosas não vão pautar a campanha. O ministério de Damares usou como argumento pesquisas que apontariam a gravidez de jovens como motivos para afastá-los da família e da fé religiosa.

Ítalo Milhomem

pastedGraphic.png

Deixar um comentário

%d blogueiros gostam disto: