Meio AmbientePolítica

MPF divulga balanço de operação integrada para combater garimpo ilegal na Amazônia

Uma operação realizada na última semana desarticulou um esquema degarimpo ilegal na Amazônia. Foram destruídas mais de 50 balsas que operavam nos rios Jutaí, Curuena e Mutum. Nenhum garimpeiro foi preso.

Intitulada Operação Korubo, a ação envolveu policiais federais, fiscais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e servidores da Fundação Nacional do Índio (Funai). O nome Korubo faz referência a um dos povos indígenas isolados que habitam a região.

As investigações começaram em abril deste ano depois que o Ministério Público Federal recebeu uma série de denúncias. Valdir Monteiro, procurador da República em Tabatinga, explica que o nível baixo dos rios não permitiu a apreensão das balsas e dragas utilizadas para a extração ilegal de minério

A Polícia Federal vai continuar com as apurações para tentar descobrir os responsáveis pelo garimpo ilegal na região do Jutaí. No mês passado, o Ministério Público Federal propôs a criação uma base de fiscalização permanente na área, além de ações para ampliar o mercado de trabalho e resolver as questões sociais que favorecem o garimpo ilegal no Amazonas.

Deixar um comentário

%d blogueiros gostam disto: