Esporte

Operário reconhece erro e não irá recorrer ao pleno do TJD-MS

Em nota em seu site oficial, o Operário Futebol Clube (OFC), o time reconheceu o erro e afirmou que apesar de ter vencido dentro do campo foi derrotado junto ao Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso do SUl (TJD-MS), que julgou unanimamente pela perca de seis pontos do alvinegro campo-grandense, por ter jogado com o jogador Emerson irregularmente no primeiro confronto do Comerário, quando ele deveria estar cumprindo uma suspensão automática por conta do terceiro cartão amarelo.

Assim, o Galo, que havia conquistado quatro pontos – uma vitória e um empate – termina a fase com -2 pontos e o Colorado, com um ponto, avança para enfrentar o Aquidauanense na semifinal. Os membros do Tribunal acataram parcialmente a denuncia do procurador Wilson dos Anjos, que pediu a perda dos seis pontos – três pontos mais a pontuação conquistada na partida -, conforme o artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e multa de R$ 2.000,00.

A defesa do Operário, representada pelo advogado Rafael Meireles, pediu a absolvição do clube, argumentando que o caso não se enquadrava no artigo referido. O voto do procurador foi seguido pelos auditores Pedro Paulo, Ricardo Machado, Kassya Domingues, Fernando Pinese e o presidente da sessão, William Maksoud. E ficou definido a redução da multa que o clube sofreu no valor de R$ 500,00 reais.

A direção Operariana lamenta a situação do fato ocorrido, se desculpa com seus torcedores e colaboradores, em breve irá se pronunciar sobre os desfechos finais desta temporada e a definição dos rumos do clube para o planejamento do campeoanto estadual de 2021.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: