Esporte

PSG e Instanbu abandonam gramado após ato racista de árbitro

Após o quarto árbitro da partida entre PSG e Istanbul Basaksehir, Sebastian Colţescu fazer comentário racista a se referir a George Webó, ex-jogador e assistente técnico do clube, ambas as equipes mostraram indignação e abandonaram o campo após o caso. O jogo foi suspenso e marcado para amanhã (9).

O atleta Demba Ba liderou os demais jogadores de ambas as equipes, que abandonaram o gramado e se recusaram a jogar após o caso.

Inicialmente, o árbitro Ovidiu Hategan, chamado pelo quarto árbitro, havia expulsado Webó. Demba Ba, que estava no banco, porém, se indignou com o ocorrido, assumiu o controle da situação e explicou para o árbitro e para os jogadores de ambas as equipes o que havia acontecido.

Assim, após rápida conversa, jogadores de ambas as equipes decidiram abandonar o gramado. Tanto o delegado da Uefa quanto o diretor de futebol do PSG, Leonardo, também desceram das tribunas para entender o que estava acontecendo.

Desta maneira, os atletas – liderados por Demba Ba, reserva do time turco – Keylor Navas, Marquinhos, Danilo Pereira, Presnel Kimpembe, Alessandro Florenzi, Leandro Paredes, Marco Verratti, Rafinha Alcântara, Mitchel Bakker, Neymar Jr. e Kylian Mbappé, do PSG, e Mert Günok, Rafael Pereira, Mahmut Tekdemir, Carlos Ponck, Hasan Ali Kaldırım; Berkay Özcan, Irfan Kahveci, Mehmet Topal; Deniz Türüç, Enzo Crivelli e Fredrik Gulbrandsen, do Istabul, fizeram história e saíram de campo após mais um caso de racismo no futebol.

Com informações GOAL

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: