Política

YouTube remove live de Bolsonaro com notícias falsas sobre urnas

O YouTube removeu na última segunda-feira, dia 18 de julho, uma live do presidente Jair Bolsonaro (PL) do dia 29 de julho de 2021 com notícias falsas sobre urnas eletrônicas que já foram desmentidas diversas vezes por órgãos oficiais.

Nesta segunda-feira (18), o pré-candidato à reeleição chegou a fazer uma apresentação para embaixadores de diversos países na qual repetiu as suspeitas sobre o sistema eleitoral.

Deputados pedem ao STF investigação de Bolsonaro por ataque ao sistema eleitoral em reunião com embaixadores
No link da transmissão removida, o YouTube infoma que o “vídeo foi removido por violar as Regras da Comunidade do YouTube”.

A transmissão, que na plataforma leva o título “Live da Semana – Presidente Jair Bolsonaro | 29/07/2021”, ainda está disponível na página do presidente no Facebook.

Procurado, o Youtube enviou a seguinte nota: “Desde março de 2022, removemos conteúdo com alegações falsas de que as urnas eletrônicas brasileiras foram hackeadas na eleição presidencial de 2018 e de que os votos foram adulterados. Esse é um dos exemplos do que não permitimos de acordo com nossa política contra desinformação em eleições”.

Conteúdo da live

Na transmissão removida pelo YouTube, o presidente usou vídeos antigos de internet, já desmentidos por órgãos oficiais, para afirmar que haveria “indícios” de fraude nas urnas eletrônicas.

Um dos materiais apresentado era um vídeo antigo em que um programador dizia simular o código-fonte de uma urna eletrônica para, em seguida, mostrar supostas formas de fraudar o sistema.

O Fato ou Fake, serviço de checagem de fatos do grupo Globo, mostrou, na época, que essas simulações de urna não correspondem à realidade.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: