Meio Ambiente

Governo de MS prepara atuação para temporada de incêndios florestais no Pantanal

Fotos: Bruno Rezende

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul prepara a atuação para a temporada de incêndios florestais, de 2024, no Pantanal. A organização e planejamento das ações, pelo Corpo de Bombeiros Militar, conta com o apoio de secretarias de Estado e outras instituições.

O secretário da Semadesc (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), Jaime Verruck, explicou que o foco é atuar preventivamente e por isso o plano operativo do Corpo de Bombeiros é essencial. “O plano com designação de pessoas, equipamentos, locais, alocação de recursos já existe para atender situações emergenciais. Nas próximas semanas vamos fazer toda a análise climática do Estado para decidir sobre o decreto de emergência ambiental. Mas independente disso, tudo indica que teremos um ano bastante complexo sob o ponto de vista da seca”.

Foto: Natalia Yahn
Foto: Divulgação

A situação climática no Estado, que está com chuvas abaixo da média desde dezembro de 2023 e já registrou dois grandes incêndios florestais no Pantanal este ano, é preocupante. “Entre janeiro e abril não era para ter foco no Pantanal, são períodos muito tranquilos, e já tivemos dois. Então nos preocupa já que podemos ter a partir de março uma situação de atendimento emergencial e precisamos dar resposta rápida. Com alerta, identificação, acesso, por isso já temos toda uma estrutura de planejamento das atividades”, disse Verruck.

Na semana passada, a Semadesc e o Comitê do Fogo de MS (Comitê Interinstitucional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais de Mato Grosso do Sul) realizam o 1º Seminário de Prevenção aos Incêndios Florestais de MS.

Na ocasião o CBMMS (Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul) apresentou o balanço operacional das ações relativas à temporada de incêndios florestais de 2023 e formulação de atividades e ações para o ano de 2024.

“O ano de 2024 começou atípico. Estamos em fase de planejamento, que será finalizado nos próximos dias. Tudo é realizado para prevermos o que pode ser feito e nosso plano de operações tem várias bases de atendimento no Estado, já considerando a situação climática crítica”, afirmou o tenente Alexandre de Oliveira, engenheiro ambiental responsável pelo monitoramento de dados e geoprocessamento da Diretoria de Proteção Ambiental do CBMMS.

Também foram entregues, pelo Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), dois kits de motobomba pick-up de 660 litros à Defesa Civil do Estado e a ong (organização não governamental) SOS Pantanal, para serem utilizados em ações de combate a incêndios florestais em unidades de conservação do Estado.

Fotos: Mairinco de Pauda, Semadesc

“As atividades do Corpo de Bombeiros são pautadas em muito estudo, para reunir técnicas aprimoradas, e protocolos de trabalho. Hoje dispomos de equipamentos, tecnologia e cada vez mais investimos na capacitação. São melhorias que surtem resultados e tornam o combate muito mais efetivo”, explicou a tenente-coronel Tatiane Inoue, diretora de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros Militar, que realiza o monitoramento dos incêndios florestais no Estado.

Para operações de resposta e ações coordenadas, o Governo do Estado, por meio do Corpo de Bombeiros Militar prepara toda a atuação para a temporada de incêndios florestais 2024, com foco no Pantanal.

“Nós entendemos que precisamos da ajuda de todos os envolvidos no combate aos incêndios florestais. O Estado vai estar pronto para poder fazer o trabalho, com a atuação efetiva do Corpo de Bombeiros, além do planejamento para que a gente consiga ter uma estrutura adequada de apoio e resposta rápida”, finalizou Verruck.

Natalia Yahn, Comunicação Governo de MS

Deixe uma resposta