Política

Blogueiro bolsonarista preso em Campo Grande volta a ser alvo da Polícia Federal

Foto: Reprodução/Twitter

O blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio voltou a ser preso pela Polícia Federal, nesta terça-feira (17). Segundo o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, ele descumpriu medidas cautelares que lhe foram impostas em junho.

Um dos alvos do inquérito sobre atos antidemocráticos, Eustáquio estava proibido de sair de Brasília e de publicar em suas redes sociais. Segundo Moraes, porém, Eustáquio continuou acessando as plataformas e foi até São Paulo na última semana.

Na ocasião, o blogueiro gravou vídeos contendo acusações contra o candidato Guilherme Boulos (PSOL) e que tiveram retirada determinada pela Justiça Eleitoral. A assessoria de Eustáquio disse que a prisão é “ilegal, imoral e inconstitucional”.

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, a PF também cumpriu busca e apreensão na residência de Eustáquio e, por determinação de Moraes, deveria apreender os aparelhos eletrônicos do blogueiro.

Prisão em Campo Grande

Oswaldo Eustáquio foi preso pela Polícia Federal, no dia 26 de junho deste ano, em Campo Grande, pois haveria perigo de ele deixar o país. Ele é investigado na Operação Lume, inquérito que apura financiamento e organização de atos antidemocráticos para a volta da ditadura militar e fechamento do Congresso Nacional e Supremo Tribunal Federal.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: